segunda-feira, 28 de abril de 2014

REGISTRO


video

Registro

(Letra e música: Éwerton Oliveira)

Diante da força do mar,
que inspira toda potência,
tentei esculpir o mundo
usando a frágil areia;
com toda dedicação, paixão
e esforço que podia haver
com detalhes o mundo eu criei
e nas costas eu o pus e levei;

mas Atlas
não sou
e o meu
mundo
se
des
man
chou.

Se não pude fazer
o mundo do meu jeito,
o jeito era tentar fazer,
criar meu próprio reino
com pessoas que me amassem,
que agissem como eu queria,
mas diferenças havia:
se rebelaram contra o rei,
me destronaram, e olhando eu fiquei

o mar
derrubar
o meu
cas
te
lo
de
a
reia.

Então tentei ter controle de mim
e uma estátua minha eu fiz;
seu cérebro moldei com atenção,
mas seu coração me fugiu das mãos;
perdi o controle e a esperei ruir;

a
areia
par
tiu
-se
e
caiu
sobre
mim.

Quando chorando eu pensava
que nada eu podia controlar,
nada mudar, nem criar,
que nada dependia de mim,
percebi que nem tudo o que eu fiz
se quebrou por total -
pedaços ficaram
usados por outros
em outras estátuas
onde estavam gravadas
minhas digitais
assinadas com o dedo
que por muito tempo
seriam memória dos feitos -
seria registro imortal.

 https://www.youtube.com/watch?v=0TmHUTY8b6U



Um comentário:

  1. Que fascínio. Eu estou hipnotizada como você escreve não consigo parar de lê

    ResponderExcluir